Como escolher as cores para a sua casa?

Diga-me o piso que tem e dir-lhe-ei de que cor deve pintar a sua casa!

Quando pintamos as paredes, é importante pensarmos não só na decoração do local mas também no tipo de piso que tem em casa. Um dos momentos-chave na construção de uma habitação é a escolha do piso. Se esta for bem feita, o pavimento escolhido irá acompanhá-lo durante bastante tempo! Por isso, ao construir, pense primeiro no piso e só depois nas paredes. Depois de definir o tipo de piso que deseja, tente criar equilíbrio entre ele, as paredes e os restantes elementos decorativos, como têxteis e enfeites. Para melhores resultados, damos-lhe uma ajudinha!

Azulejo hidráulico: evite cores estridentes

Se o solo da sua casa é colorido, como no caso do azulejo hidráulico, tente colocar cores discretas nas paredes. Tons lisos e neutros, de preferência na mesma gama do piso, são uma aposta segura. Tente também apostar em paredes e têxteis lisos, para alcançar maior equilíbrio. Pode escolher as cores das paredes baseado na forma e tonalidades do azulejo, escolhendo os tons claros deste para iluminar a sala ou os tons escuros para tornar o conjunto mais elegante.

azuejo hidráulico

Madeira clara: combina com quase tudo

Se optou por pisos de madeira clara, poderá utilizar praticamente qualquer cor e tonalidade que deseja. Este estilo de piso é muito popular hoje em dia, devido a essa versatilidade e praticidade. Para um estilo limpo e luminoso no seu lar, escolha pintar as paredes de branco. Pode também escolher tonalidades argila, cores pastel e até mesmo cores mais intensas, como o vermelho e amarelo.

madeira clara

Cor intensa no piso: escolha tons claros nas paredes

Se escolheu um piso em resina epóxi, é muito provável que se tenha interessado por um tom mais intenso, como amarelo, laranja ou vermelho. Se é o caso do seu lar, é imprescindível que exiba contenção nas paredes. O branco nunca falha, e torna-se mesmo essêncial em ambientes com piso de tom muito intenso. Para além disso, a cor branca cria uma sensação de amplitude e faz com que o tom do pavimento se destaque ainda mais.

Chão intenso

Para pisos escuros: tons pastel ou terra

Caso tenha escolhido um revestimento em porcelana, é muito provável que o seu lar tenha tons mais escuros, como o castanho ou toupeira, já que são cores que ficam muito belas e chamativas nesse material. Assim, opte por colocar nas paredes tons pastéis ou terra. Recomenda-se o cinza suave, areia, cores ocres, bege, branco sujo ou qualquer tom pastel no geral.

chão escuro

Para piso de terraço: cores claras, neutras ou combinadas

Este tipo de piso, muito comum em terraços, é uma das grandes tendências de interiores. Permitem várias combinações que destacam os tons neutros e claros, a cor branca e os tons combinados. Por isso, se esta for uma das suas opções, não irá errar, já que o chão  vai ganhar todo o protagonismo a que tem direito. Também pode optar por escolher uma das cores do terraço para as paredes, para coordenar todo o ambiente, tal como no caso do azulejo hidráulico.

piso de terraço

Chão azul: escolha cinzento, branco ou…mais azul!

Se no seu lar apostou em força no piso azul, tente mostrar a sua personalidade também nas paredes! Se desejar que o chão azul tenha todo o destaque, escolha para as paredes um tom cinza ou branco, que não roubam protagonismo. Uma opção arriscada, mas que pode compensar muito,  é escolher outro tom de azul para as paredes.

pavimento azul

Para qualquer tipo de piso: papel de parede!

Devido à grande variedade de cores e padrões que os papéis de parede apresentam, apostar neste material é uma ótima solução em qualquer tipo de piso que a sua casa tenha. Se tem tons claros no chão, poderá escolher um papel de parede que tenha mais destaque. Se, pelo contrário, deseja que o chão seja o foco das atenções, escolha um modelo mais discreto ou que complemente o chão sem lhe retirar as atenções. Para obter os melhores preços para uma vasta gama de papéis de parede visite a nossa página online papelpintadoonline.com

papel de parede

Depois de escolhida a cor da parede, está na hora de pensar na cor do mobiliário e dos restantes ornamentos, como cortinas, tapetes, carpetes e outros têxteis…Esperemos que se tenha sentido inspirado e tenha uma melhor noção da cor que fica melhor no seu lar. Caso precise da ajude de um profissional no seu projeto de pintura de paredes, não hesite em pedir orçamentos na Habitissimo!

Quantos rolos de papel de parede necessita?

Agora que já escolheu o papel de parede indicado para o seu espaço em papel pintado, resta saber qual a quantidade de rolos a encomendar. Para que não fique com o projecto a meio ou com sobras de papel de parede, passamos a explicar como calcular o papel de parede necessário, e damos algumas dicas para que o resultado final seja perfeito.

Tipo de papel a aplicar

Calcular os rolos de papel de parede que necessita é muito importante ter em conta a repetição do padrão no papel. Caso o papel que escolheu é liso o padrão de repetição será 0cms, porém se há um padrão a repetição pode ser variada, mas o mais comum é de 53cms. A informação sobre o padrão de repetição está disponível nos detalhes de cada papel que apresentamos no nosso site.

Calcular para um papel liso (Sem padrão de repetição)

  1. Deve começar por medir a altura da parede pela parte mais alta (Dica: Adicione sempre 5cm para cima e para baixo, jogue pelo seguro) e a largura para obter a área.
  2. Com a área calculada deve fazer o mesmo para a área do rolo e dividir a area a aplicar por area de rolo

Exemplo:

Parade – 2.60(Altura) * 5(lagura)= 13m2

Rolo  – 10,05 (altura) * 0.53 (largura)=5.33m2

Quantidade de rolos – 13m2 : 5.33m2= 2,44 rolos – terá de arredondar para cima sempre, para não haver falta de papel, assim sendo 3 rolos.

 Calcular para papel com padrão

Em primeiro lugar é importante definir o que é o padrão de repetição ou vulgo “Rapport”:
O rapport determina o comprimento do papel de parede (que tem de ser cortado para combinar o padrão do papel durante a colagem) que tem de considerar ao calcular o número de rolos.

Tendo esta informação clara avançamos para os cálculos:

  1. Saber a altura(ex:2,52m) e largura(ex:2,48m) da parede/superfície
  2. Dividir a largura da parede por a largura do rolo para encontrar as tiras a aplicar – (Ex: 2,84/0,53=5,35 – 6 tiras a utilizar)
  3. Adicionar à altura o rapport, já referido (Ex:2,52+0,53= 3,05)
  4. Multiplicar a altura com rapport pelo numero de tiras que identificou no ponto 2 (Ex: 3,05*6=18,3)
  5. Por ultimo dividir o valor do ponto 4 pelo comprimento do rolo de papel (Ex:18,3/10=1,83 – Necessita de 2 rolos)

Nota: Caso o espaço a empapelar tinha zonas onde não vai colocar papel, como portas janelas, deve descontar as áreas ou dos cálculos, se quer uma conta mais rigorosa, ou fazer um arredondamento ao resultado(Ex: resultado 2.44 e têm uma porta grande, não necessita de 3 rolos mas sim de 2), atenção que aconselhamos sempre que jogue pelo seguro, pois quando começa a aplicar o papel de parede é melhor sobrar que faltar.

 

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑